Fotógrafo, você sabe quando é a hora de trocar de câmera?

Tempo de leitura: 4 minutos

Não tem jeito, sempre que vemos aquele modelo mais recente da câmera fotográfica que gostamos, o nosso coração de fotógrafo chega a bater mais forte. Porém, a verdade é que nem sempre temos uma real necessidade de adquirir um modelo novo. Muitas vezes, estamos apenas sendo enganados pelo nosso fascínio e consumismo.

Então, como saber quando é a hora de trocar de câmera? Existem muitos motivos possíveis para você realizar a troca do seu equipamento, mas, para manter uma rotina economicamente viável, é importante que você saiba quando realmente é necessário fazer esta evolução e quando é apenas vaidade.

Considerando isso, escrevi um pouco sobre alguns bons motivos que indicam que é a hora de você trocar de equipamento! Continue a leitura e confira! 😜

Mais megapixels

Ao contrário do que a maioria das propagandas indica, a quantidade de megapixels não é o fator mais importante na hora de decidir por trocar de câmera. Muitas vezes uma capacidade mediana de megapixels já é mais que suficiente para os fotógrafos que expõem o seu trabalho apenas digitalmente ou não fazem impressões em tamanhos grandes.

Entretanto, se você costuma imprimir as suas fotos, para fazer álbuns de casamento, por exemplo, você pode ter um ganho de qualidade ao adquirir um equipamento fotográfico com mais potencial em megapixels, pois essas fotos maiores permitem impressões gigantes.

Outro bom motivo, que você já deve ter percebido no dia a dia do seu trabalho, é a necessidade de muitas vezes realizar um corte (crop) na pós-produção para alcançar o quadro perfeito. Como você já sabe, cortar implica na perda de pixels, sendo assim, quanto mais pixels você tiver na foto original, melhor ficará o resultado.

Alto desempenho em situação de pouca luz

No início do trabalho como fotógrafo, é normal nos adaptarmos para trabalhos à luz do dia ou com boa luminosidade. Isso porque essas categorias de trabalho requerem menos infraestrutura para se obter um resultado incrível.

O mesmo não pode se dizer para situações de baixa luminosidade, como eventos em lugares fechados ou à noite. Nesse caso, o uso de um flash externo já pode resolver o seu problema. Porém, se você tem percebido que a sua demanda de trabalho em situações de pouca luz tem aumentado, pode ser a hora de adquirir uma câmera com um sensor maior e mais sensibilidade de ISO.

Maior autonomia de bateria

A Bateria é um problema que não pode ser ignorado. Afinal, o seu trabalho depende que ela se mantenha durante todo o tempo do evento ou do ensaio.

Esse problema pode ser facilmente resolvido comprando mais baterias. Mas, além de elas não serem baratas, ainda lhe trazem mais uma preocupação na hora do serviço. Por isso, o sonho de todo o fotógrafo — o meu, com certeza — é uma câmera de bateria infinita (ou pelo menos decente, né Fuji?). Não ter que se preocupar com isso é o melhor dos mundos.

Essa câmera perfeita ainda não existe, porém, a cada nova edição, os fabricantes estão chegando mais perto. Analise o formato do seu trabalho para saber se uma troca dessas seria interessante para você. Alguém que fotografa lugares remotos ou viagens, por exemplo, certamente faria um excelente uso de câmeras com baterias que duram mais.

Sistema avançado de autofoco

O sistema de foco é uma das coisas que sempre são aprimoradas a cada nova versão de câmera. Ele é particularmente interessante para fotógrafos que trabalham com cenas em movimento, por exemplo.

Ou também para profissionais que costumam cobrir eventos importantes, como casamentos, formaturas e aniversários. Esses são momentos emocionantes, em que não se pode prever o que acontecerá e que muitas vezes não vão se repetir.

Sendo assim, estar sempre pronto é a melhor opção, e um autofoco rápido ajuda bastante nessa situação.

É importante lembrar, entretanto, que não é o equipamento que faz o fotógrafo. A necessidade da mudança deve vir apenas quando já esgotamos as possibilidades com nosso equipamento antigo, e queremos ir além.

No vídeo abaixo, o meu irmão Gustavo reflete um pouco mais sobre o tema. Assiste aí, pois pode te ajudar:

Faça uma auto-análise e se pergunte o porquê de você querer fazer essa troca. Se não for por uma necessidade real, é melhor você investir essa grana em cursos para adquirir mais conhecimento.

Conseguiu entender melhor alguns motivos para você saber quando é a hora de trocar de câmera? Tem alguma dúvida ou sugestão para esta lista? Então, deixe um comentário aqui embaixo!

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *