Diafragma: como funciona e qual a sua influência na fotografia?

Tempo de leitura: 3 minutos

Qualquer pessoa que se intitule fotógrafo precisa dominar o tripé da fotografia — e não estamos falando do equipamento! Nos referimos aos seus três elementos principais, que são: o ISO, a velocidade do obturador e a abertura do diafragma.

Com eles é possível explorar o modo manual da câmera para fazer fotos realmente profissionais. E você, sabe como funciona o diafragma e por que ele é tão importante? Leia o texto e descubra!

O que é o diafragma?

Peça para que alguém tire uma foto, fique na frente da câmera e observe atentamente. Você vai perceber que há um mecanismo circular ali, que abre durante a captura da imagem, e depois volta a se fechar. É esse dispositivo. Ele fica presente nas lentes e funciona mais ou menos como o nosso olho.

Para que serve e como ele funciona?

É um dispositivo que controla a entrada de luz na câmera, permitindo que ela chegue até o sensor. Você já deve saber que, para tirar uma boa foto, ela deve estar exposta corretamente. Ou seja, não pode ficar nem escura demais (subexposta) nem muito iluminada (superexposta).

O que controla essa entrada de claridade é o diâmetro da abertura do diafragma, e é isso que nós, fotógrafos, precisamos saber configurar. Quanto maior for, mais luz entrará. A abertura máxima depende e varia, unicamente, de acordo com a lente, pois é ali onde fica o mecanismo. Pode notar que a sua lente tem um número, que pode ser 1.4, 1.8, 2 e assim por diante: essa numeração se chama f/stop e determina a claridade da objetiva. Continue a leitura para entender melhor sobre o assunto!

O que são f/stops?

Toda lente tem uma capacidade diferente de performance no que diz respeito ao dispositivo. Ou seja, algumas podem chegar a aberturas bem grandes, como 1.4 e 1.2, e outras nem tanto, parando por volta do 4, por exemplo. Se você ficou confuso, não tem problema. Essa numeração tende a embaralhar a cabeça de muitos iniciantes porque ela é inversamente proporcional ao diâmetro e, consequentemente, à quantidade de luz que será absorvida. Calma! Nós explicaremos!

Guarde a seguinte lógica como um mantra: quanto menor o número f/stop, maior é a abertura e mais luz passa pela objetiva. E, quanto mais luz entra, mais clara fica a imagem.

Como a abertura influencia a fotografia?

Tudo bem, já sabemos a importância desse mecanismo por ele ser um dos responsáveis pela exposição correta da imagem. Mas, agora, vem a parte mais interessante! Sabe aquele fundo desfocado, muito usado em retratos, que confere suavidade e destaca o motivo principal?

Pois bem, é a abertura quem faz essa “magia”! Quanto maior a abertura, menor será a profundidade de campo. Isto quer dizer que apenas um pedacinho da imagem ficará nítido, enquanto o resto permanecerá desfocado. Você também pode usar essa técnica para melhorar sua composição deixando aquele objeto em primeiro plano desfocado, voltando a atenção para o que está ao fundo.

É interessante explorar ao máximo o uso de grandes aberturas do diafragma para conseguir o efeito de fundo desfocado em retratos, que se tornam absurdamente mais envolventes e cativantes! Esse método confere à imagem uma aparência muito mais profissional, comprovando a autoridade e o conhecimento técnico e estético do fotógrafo.

A parte técnica da fotografia é complexa no início, mas o importante é não desanimar! A melhor forma de compreender de uma vez por todas como funciona o diafragma, o ISO e o obturador é estudar e praticar bastante para vencer a insegurança!

Agora que você já sabe como configurar esse importante mecanismo da sua câmera, confira nosso post sobre os tipos de lente para capturar a natureza, cidade, retratos ou qualquer que seja a sua inspiração e faça fotos incríveis!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *