Como dialogar com modelos em ensaios sensuais?

Tempo de leitura: 3 minutos

Todos os trabalhos fotográficos possuem peculiaridades e exigem cuidados especiais, mas quando se trata de ensaios sensuais, a atenção é redobrada.

Cada cliente é diferente e, muitas vezes, esse tipo de ensaio é uma experiência nova para a(o) modelo, ou seja: é muito comum que a timidez tome conta. Por isso, a paciência e o cuidado são essenciais.

Pensando nisso, decidi compartilhar com você algumas dicas para melhor abordar o ensaio sensual e garantir um ótimo resultado nesse tipo de trabalho. Vem comigo!

Antes do ensaio

Quem é a pessoa que você vai fotografar? Como é sua personalidade? Quais são seus gostos e desejos? E suas expectativas para o ensaio?

Você deve saber responder a essas e outras perguntas. Lembre-se: a pessoa que você irá fotografar tem um estilo próprio, conhecê-la vai te ajudar não só a estabelecer uma relação de confiança, mas também a deixar as fotos muito mais autênticas.

O processo de conversa para conhecer a(o) cliente é também chamado de briefing. Nele, você vai extrair todas as informações necessárias para fazer o ensaio, como:

  • Qual é o motivo da sessão?
  • Como ela(e) se sente em relação ao próprio corpo?
  • Qual parte do corpo aprecia mais?

Outro ponto importante é estar sempre aberto a qualquer ideia. Nunca desmereça alguma sugestão, palavras negativas podem prejudicar e deixar a(o) cliente com receio. Se você acredita que a ideia não é legal, procure conversar e mostrar possibilidades diferentes.

Tudo o que for conversado nesse encontro é importante, portanto, ouça com bastante atenção e procure entender qual o objetivo da(o) modelo para conseguir atender às expectativas.

Durante a sessão

No ensaio sensual, a(o) modelo estará compartilhando com você sua intimidade, por isso, busque deixar o ambiente agradável, seja amigável e acompanhe seu ritmo. Aconselho o seguinte:

  • Passar confiança como profissional é fundamental, demonstre que você sabe o que está fazendo e deixe-a(o) perceber que está em boas mãos. Sem confiança, a pessoa ficará desconfortável e insegura, e isso, sem dúvida, irá comprometer seu resultado.
  • No momento da sessão, inicie com poses simples. O ideal é que você comece trabalhando a espontaneidade, então, converse e brinque com a(o) modelo, deixando que se solte aos poucos. Esteja pronto para captar esses momentos de naturalidade.
  • Sempre que possível, leve algumas imagens ou referências para que a pessoa se inspire – também vale para o momento do briefing. Além de enriquecer o andamento da sessão, também pode te ajudar a ter novas ideias, caso esteja começando na área.
  • Mostre à pessoa um ou dois cliques no início, sempre que clicar uma boa foto. Isso fará com que ela se sinta bem, aumente sua autoestima e, consequentemente, o ensaio flua muito melhor.

Pós-ensaio

O contato com a(o) cliente não termina quando o ensaio acaba. Há alguns cuidados que você deve ter mesmo após os cliques. Lembre-se de que você está lidando com a imagem de outra pessoa!

Os ajustes da pós-produção são muito importantes, porém devem ser feitos com cautela. Alguns ajustes, como tirar imperfeições da pele, olheira e espinhas, são considerados mínimos e aceitáveis, no entanto, ao mexer muito esteticamente, você pode acabar alterando as formas naturais. Há pessoas que preferem não alterar nada, por exemplo, e é por isso que você deve conhecer muito bem a(o) modelo e saber quais são suas preferências quanto a isso.

Ah, e não se esqueça! Se pretende publicar algum trabalho realizado, sempre peça autorização ao cliente. Caso contrário, esse erro pode custar caro.

Acima de tudo, mantenha sua postura profissional e ética, afinal, você está realizando um trabalho em que o respeito é primordial!

Gostou das dicas sobre como abordar ensaios sensuais? Se você quiser ter acesso a mais conteúdos como este, não deixe de curtir nossa página no Facebook e seguir nosso Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *