Impressão de fotos digitais: 4 dicas para manter a qualidade

Tempo de leitura: 3 minutos

Vamos combinar: mesmo em tempos de digitalização em massa, existem momentos para lá de especiais que merecem muito mais do que uma pasta escondida no computador, não é mesmo? Nessas horas, é mais gratificante ter um belo álbum físico, com fotos de qualidade!

Mas você já sabe o que é preciso para garantir o alto padrão na impressão de fotos digitais? A qualidade desses registros é fundamental para fidelizar a clientela, e pode fazer toda a diferença no seu negócio.

É claro que executar os ajustes necessários nem sempre é tão simples. Por isso, trouxemos no post de hoje 4 dicas práticas que ajudarão você a entregar um resultado arrasador! Continue lendo para conferir.

Como manter a qualidade da impressão de fotos digitais

1. Atente no tamanho da foto

A princípio, as impressoras dão conta de qualquer tipo de imagem, mas dependendo do seu tamanho a qualidade certamente será afetada, e da pior forma. Portanto, nunca se esqueça de que a foto precisa ter pixels suficientes para ficar perfeitamente nítida.

Na câmera fotográfica, esse tamanho é configurado em megapixels. O que significa isso? Basicamente, a quantidade de pontos que compõem uma imagem — e quanto mais pontos ela tiver, maior será o tamanho e a qualidade. Um software de edição jamais será capaz de um milagre quando o clique já foi feito com a configuração errada. Então, para conseguir fotos impecáveis na fase de impressão, o trabalho deve começar nos ajustes de câmera.

Uma foto composta de 4 megapixels, por exemplo, tem aproximadamente 4 milhões de pontos distribuídos em 2.000 na horizontal e 2.000 na vertical. Fique atento a esses detalhes para entregar sempre o máximo de qualidade, selecionando o máximo de pixels possível.

2. Cuide da qualidade das fotos

Como já dissemos, nenhum programa dará conta de promover transformações incríveis com uma foto de baixa qualidade. Por isso, envie suas imagens sempre em alta resolução. Garanta uma boa impressão com, pelo menos, 200 pontos por polegada (dpi), para que a qualidade da fotografia seja aceitável. Para que a impressão fique realmente excelente, contudo, é necessário ter de 300 dpi para cima.

3. Verifique o sistema de cor correto

Quem trabalha com impressão já está habituado à configuração do sistema de cores correto para esse fim. Máquinas fotográficas utilizam o sistema RGB, que é próprio de arquivos digitais e não é indicado para impressão. Assim, antes de enviar o material para ser impresso, não se esqueça de converter tudo em CMYK, para garantir que o seu trabalho ficará à altura de todo o esforço.

4. Escolha o formato do arquivo com cuidado

Finalmente, você deverá fazer a escolha do formato do arquivo. O JPEG é o mais conhecido — e não à toa, já que é o mais leve e pode ser visualizado em qualquer dispositivo ou programa. Além dessa vantagem, a compressão JPEG é econômica. Ela pode gerar arquivos de fotos bastante compactos para serem enviados por e-mail, carregados na web, e ainda armazenados em qualquer lugar.

As câmeras digitais proporcionam hoje outros formatos (como TIFF ou RAW), que garantem a alta qualidade da imagem. Apesar de mais fácil de visualizar e mais versátil, o JPEG deixa a resolução um pouco mais baixa, então, vale a pena verificar quando é possível usar esses outros formatos. Do contrário, manter o arquivo mais pesado e com resolução mais alta pode ser a melhor solução para não prejudicar o resultado.

No geral, toda vez que você precisar fazer uma impressão de fotos digitais, considere a apresentação que melhor valorize o seu trabalho, como o fotolivro ou revista, por exemplo. Uma ótima opção é a revista para catálogos, ensaios e assinaturas. Seja como for, ofereça algo diferenciado para as pessoas. Assim, você se destaca e fideliza cada vez mais clientes!

Então, gostou do post? Você já tem o hábito de configurar a sua câmera adequadamente antes de começar uma sessão de fotos? Se quiser conhecer ainda mais práticas para produzir trabalhos impactantes, aproveite para assinar a nossa newsletter!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *