Qual câmera comprar? Confira aqui o que você precisa saber!

Tempo de leitura: 7 minutos

Quem está começando na profissão de fotógrafo, certamente já fez essa pergunta a muitas pessoas: afinal, qual câmera comprar? Bom, se você tem consultado outros fotógrafos sobre o assunto, saiba que já está no caminho certo para fazer a sua escolha.

Mas há muitos outros fatores que você deve considerar antes de adquirir o seu equipamento de trabalho. Um dos principais desafios é o preço: no Brasil, além da demora para recebermos os modelos mais avançados, o custo é muito alto, o famoso “custo Brasil”.

O ideal seria viajar aos Estados Unidos, Austrália, Panamá ou, até mesmo, ao Paraguai para buscar a sua — saiba que isso é totalmente legal, desde que você siga a legislação e traga o seu equipamento para uso pessoal e respeite a cota a ser gasta no exterior! Criamos este artigo para ajudar você a responder as principais dúvidas sobre que câmera comprar. Confira!

De cara já quero te pedir a gentileza de assistir ao vídeo abaixo que serve como complemento ao nosso artigo de hoje.

O que devo fazer antes de escolher uma câmera?

Entenda o funcionamento dela

O primeiro passo para você, que está iniciando na carreira, é conhecer profundamente o equipamento que vai usar. Aqui, vamos mostrar o básico sobre o assunto.

Corpo da câmera

É nele que ficam o obturador, o visor, o sensor e os encaixes para lentes, cabos e flash.

Objetiva

É a lente da câmera fotográfica, muitas vezes até mais importante do que o corpo. É através dela que a luz passa e produz a imagem re-dimensionada para o tamanho do sensor.

Diafragma

Essa estrutura, normalmente, fica dentro da lente e tem a função de controlar a intensidade de luz que passará até o sensor.

Obturador

Funciona como uma cortina, controlando a quantidade de  luz, podendo ficar mais ou menos tempo aberto, dependendo do efeito que você quer causar na imagem.

Sensor

É a parte da sua câmera que será atingida pela luz, captando a cena e produzindo a imagem. É ele que substitui o filme dos equipamentos analógicos e converte a imagem em bits. São esses bichinhos aí, os bits, que serão armazenados no cartão de memória e compõem uma imagem.

Visor

É a tela/monitor/lcd por onde podemos ver a imagem capturada pelas câmeras digitais.

Escolha uma marca e um modelo que seus amigos conheçam

Como dissemos, o melhor caminho para quem está começando é pedir indicação a amigos que também trabalham com fotografia. Normalmente, quando começamos a pensar em fotografar, nos relacionamos com um círculo de pessoas que também fotografam. Então, uma dica é ficar dentro das marcas e dos modelos que eles têm.

Isso vai facilitar na hora de tirar as suas dúvidas em relação ao equipamento e também para pegar lentes e acessórios emprestados para testar. Você pode tomar emprestada uma lente para usar em um ensaio, por exemplo, e verificar se vai se adaptar a ela. Como os equipamentos são consideravelmente caros os testes são muito importantes, evite comprar equipamentos por impulso.

Quais os tipos de câmera indicados?

Câmeras para iniciantes

Depende muito do mercado em que você vai atuar, mas, pensando nos mercados de fotografia comercial, a melhor escolha são as câmeras da linha de entrada, principalmente das marcas Sony, Fuji, Canon e Nikon. As duas últimas são mais recomendadas em função do maior tempo de mercado e parque de assistência técnica instalado. É muito mais fácil encontrar lentes e acessórios usados da Canon e Nikon, bem como peças de reposição caso o seu equipamento venha a estragar. Pense também que você vai conseguir revender o equipamento usados com mais facilidade na hora que quiser trocar para uma linha mais robusta.

Câmeras para gravação de vídeos

Atualmente, os profissionais têm considerado a Sony como um equipamento mais bem pensada para vídeo. Todas as outras câmeras, tanto da Canon como Nikon, também fazem isso. Mas a Sony e a Fuji tendem a ter um desempenho melhor nesse quesito. Então, se você for pensar em começar a trabalhar com vídeo, pode ser interessante iniciar com a linha da Sony ou Fuji, ao invés de iniciar com um equipamento Canon ou Nikon.

Câmeras para fotos de natureza

São as mesmas câmeras que você vai usar para fazer as fotos comerciais. O que muda são as lentes que você vai escolher para fotografar. Você vai precisar de uma objetiva mais aberta, como uma grande angular, e outra mais fechada, como uma supertele, para fotografar vida selvagem. No futuro vale também lembrar que, caso você comece a levar a coisa a sério, um corpo de câmera mais robusto se faz necessário em função dos ambientes mais adversos.

Câmeras com maior durabilidade

Todas as marcas são bem parecidas no quesito durabilidade, principalmente falando da linha de entrada, as câmeras básicas. Um ponto que é válido destacar é que, atualmente, há duas linhas de câmeras de entrada recomendadas para uma atuação profissional: com espelho (DSLR) ou sem espelho (mirrorless).

As câmeras de entrada não são “ultraduráveis” — não dá para fotografar constantemente na chuva ou na poeira muito forte —, mas elas tendem a ter uma boa vida útil. Já para quem pretende atuar no fotojornalismo mais pesado, é preciso ir direto a uma câmera profissional, feita em fibra de carbono, com todos os orifícios vedados contra pó e umidade, e resistente a choque de mais de um metro de altura.

Afinal, qual câmera comprar?

Para começar, lembre-se de que você precisa comprar uma câmera de modo manual para que você tenha mais liberdade. Depois de entender bem o funcionamento dela e pesquisar quais são as marcas usadas pelos seus amigos, você pode partir para a definição do modelo. Se você é iniciante, a sugestão é que você comece com uma DSLR ou uma mirrorless. Basicamente, são máquinas que permitem a troca de lentes.

Quanto às marcas, sugerimos uma entre essas quatro!

Canon

Ela ainda é uma das marcas que mais vendem e é a mais popular no Brasil. Você deve escolher qualquer modelo que esteja acima da T4I vai suprir com conforto para as suas fotos.

Nikon

Você precisa ter cuidado em relação às lentes, pois os modelos mais básicos dela não têm motor de foco. Isso faz com que você tenha que se preocupar com a escolha porque elas são mais caras, em função do motor. Acima da Nikon D3200, todos os modelos serão bons para você.

Sony

Há muitos profissionais escolhendo a Sony e para começar você pode tentar a A3200. Ela é mais competente, também, se você pretende fazer vídeos com a câmera. Não subestime o equipamento em função do seu tamanho porque, apesar de pequena, ela é poderosa.

Fuji

Ela é a atual queridinha dos profissionais de fotografia, principalmente para quem está migrando para o sistema sem espelho. O modelo indicado é a partir da XT10, que é barata e entrega o que promete. Ela tem a vantagem de, assim como a Sony, ser pequena e facilitar o transporte e manuseio.

Na medida em que você começa a trabalhar mais com fotografia, terá mais segurança na hora de decidir qual câmera comprar. O importante é buscar conhecimento sobre o seu equipamento e sempre pedir ajuda a outros profissionais, que podem fazer boas recomendações.

Assine, também, a nossa newsletter para receber em sua caixa de entrada todo tipo de assunto relevante para quem está entrando no mundo da fotografia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *