Como montar um bom álbum de fotos para os clientes?

Tempo de leitura: 5 minutos

Na era da fotografia digital, montar álbum de fotos que agrade aos clientes demanda empenho e criatividade. As opções são tantas que montar um material autêntico, criativo e realmente autoral não é tarefa fácil. É engraçado perceber que, mesmo com a possibilidade de se consumir as fotografias através de “versões em tela” (como smartphones, televisores e computadores), momentos especiais como casamentos, formaturas, batizados e até mesmo ensaios temáticos possuem uma demanda crescente para serem registrados em material impresso.

Sabemos a tempos que, um álbum simples com fotos “plastificadas”, como os antigos modelos do casamento da mamãe, já não são mais suficientes para satisfazer às expectativas dos clientes. Hoje em dia, contamos com recursos gráficos e plataformas virtuais que visam auxiliar a criação de materiais diferenciados. A própria Indimagem dispõe de um sistema próprio para que você edite os seus próprios álbuns de maneira moderna e simples. Funciona dentro do próprio site da empresa e permite a diagramação completa do álbum de fotos, que vai direto para impressão logo depois da sua aprovação? Se você deseja realmente ganhar destaque nesse mercado, acompanhe nossas dicas e crie o álbum de fotos dos sonhos dos seus clientes.

Lembre que você só vende o material que tiver em amostra, por isso é super importante que o seu material de amostra esteja alinhado com a sua mais moderna linha de edição. Seu layout sempre evolui juntamente com as fotos então trate de refazer periodicamente as suas amostras sempre levando em consideração as dicas que voamos apresentar.

Dicas sobre como montar álbum de fotos

Escolha uma boa fonte

Embora pareça até um pouco irrelevante de início, a fonte (estilo de letra) utilizada faz a diferença no resultado final do álbum. Ainda que você não deseje se tornar um expert em tipografia, é importante conhecer um pouco sobre o tema para estar apto a utilizar a mais indicada, que esteja em harmonia com cada tipo de fotografia, cliente e, consequentemente, álbum. E não é só isso: o tamanho dessa fonte também precisa se adequar ao material.

Muito cuidado ao escolher a tipografia dos álbuns fotográficos. Alguns clientes indicarão as preferências deles, mas é você o profissional responsável pela unidade visual do produto que será entregue.

As palavras não podem ficar muito pequenas, a ponto de causar dificuldades na leitura, e nem muito grandes, ficando desproporcionais às páginas e às imagens. Também vale lembrar que cair no outro extremo e utilizar uma fonte muito desenhada pode não ser uma boa ideia: o ideal é que a mensagem passada seja legível.

Crie seu próprio estilo de layout

Nada melhor que a originalidade. Já que as ferramentas atuais permitem ousar em estilo, você pode adquirir uma espécie de “marca registrada” nesse sentido. É claro que a personalização é peça fundamental, já que nem todo cliente terá o mesmo gosto, mas há bases que podem ser seguidas e, com o tempo, acabam se tornando especialidade do profissional de fotografia. Encontre a sua.

Por mais que você opte por soluções prontas, será possível adaptá-las ao seu estilo. Estabeleça os elementos que você mais se identifica e trabalhe com eles frequentemente, permitindo que as pessoas olhem para o álbum e reconheçam o seu esforço ali.

Desenvolva seu estilo de diagramação

A diagramação também pode variar. O modelo antigo de uma foto por página, sempre na horizontal ou na vertical, vem cedendo espaço para um grande leque de oportunidades. As ferramentas de diagramação modernas, por exemplo, permitem a sobreposição de imagens, inclinações, variações nos tamanhos e tudo o mais que a sua imaginação permitir. Por que não usar tudo isso a seu favor e oferecer materiais criativos e diferenciados?

Mesmo que você não vá diagramar, estude esse mundo maravilhoso!

Alguns fotógrafos não têm argumentos para aquela famosa frase: “Para que tanto espaço em branco?”. E para você aprender o que isso significa, é preciso estudar!

E por falar em espaços em branco, valorize-os!

Muitos fotógrafos não ensinam o seu cliente sobre os espaços em branco, mas eles são de extrema importância para o descanso dos olhos. Imagine uma lâmina de decoração (pode ser de qualquer evento) sempre cheia de cores e elementos: ela deixará os seus olhos cansados e confusos. Por isso, o “espaço em branco” é necessário, por meio dele nossos olhos podem dar aquela descansadinha de tanta informação.

Coloque o mínimo de informações possível

Muitas pessoas acabam se deslumbrando com o número de ferramentas disponíveis e criam uma diagramação poluída. É importante ter bom senso e lembrar-se de que, muitas vezes, menos é mais. Um layout mais clean, apenas com as informações relevantes e as imagens bem posicionadas é o ideal para conquistar de vez o mercado da fotografia.

Essa dica vale para quase tudo na vida e não podia ficar de fora desta lista. Escolher muitas fotos de determinado assunto não significa que ele será contado da melhor forma. Indo ao encontro da dica anterior: simplifique.

Como se pode ver, montar álbum de fotos envolve criatividade, dedicação, bom senso e uso das ferramentas corretas.

Se este post foi útil para você, não deixe de visitar o nosso site e conhecer nossos serviços voltados ao mercado fotográfico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *